quarta-feira, 25 de março de 2009

Pede pra sair...

Brasil figura entre os 14 países mais perigosos para os jornalistas
Da Redação do Comunique-se


O Brasil entrou na seleta lista dos 14 países mais perigosos do mundo para o exercício do jornalismo. O estudo “Índice da Impunidade”, promovido pelo Comitê para a Proteção dos Jornalistas (CPJ), inclui as nações com cinco ou mais casos de assassinato de jornalistas não solucionados pelas autoridades locais.
“O Brasil é o único estreante do índice de 2009. Embora as autoridades brasileiras tenham processado com sucesso alguns assassinos de jornalistas, esses esforços não compensaram as altas taxas de violência contra a imprensa no País”, informa o documento.
O ranking é liderado pelo Iraque, seguido por Serra Leoa e Somália. O Brasil ocupa a 13ª colocação, na frente da Índia, último país da lista. Da América Latina, entram também a Colômbia e o México.

* * *

E eu, ingenuamente, pensei que ainda estivesse segura permanecendo por aqui. Ser natural, morar e atuar num país que ocupa a 14ª posição é preocupante para a categoria. Principalmente quando não vivemos mais no período da ditadura e que, ainda, mesmo que parcamente, a lei de imprensa nos conceda alguns benefícios em relação as condições de trabalho.

Já especificamente sobre a segurança física, como comentou o estudante Thiago Tavarez Matias, no site do Comunique-se; "no Brasil é perigoso ser jornalista, policial, vendedor, minerador, professor, pediatra, cabeleireiro, etc. Quero novidade!!!"

Outra matéria divulgada no sítio é sobre a decisão que o STF irá tomar em 1º de abril sobre a Lei de Imprensa e a obrigatoriedade do diploma. Parece até brincadeira, mas foi marcado para o dia dos bobos, digamos assim, o "juízo final". Vamos aguardar então...

2 comentários:

  1. A palavra é semente
    Que floresce na luz de cada alma e enternece
    Às vezes é doce veneno
    Às vezes taça de cidra que o peito aquece

    Ser Poeta é tanto, tão pouco
    É transformar em crentes os ateus
    É domar todas as tempestades da alma
    É estar mais perto de Deus


    Mágico beijo

    ResponderExcluir
  2. Até quado teremos leis perfeitas convivendo com uma perfeita situação de impunidade?
    É inaceitável que um dos países mais avançados do mundo em matéria de reconhecimento oficial aos Direitos Humanos seja ao mesmo tempo um paísa de mentira.
    Aqui, não há verdade. Nem sequer a verdade é tratada com o devido respeito.
    Parabéns por levantar essa quastão dfo risco que correm os jornalistas! Isso é só um reflexo do país que queremos ser e que, pelo menos se as coisas continuarem a ir como vão, nunca chefgaremos sequer a ser sombra...
    Au revoir.

    ResponderExcluir

Troque uma ideia comigo sobre essa profissão perigo...