domingo, 21 de março de 2010

Jornalista no Serviço Público gaúcho só com diploma

Foto Arfei Mazzei

Jornalistas gaúchos comemoraram na quarta-feira, dia 17, a aprovação unânime pela Assembléia Legislativa do RS do Projeto de Lei 236/2009 que torna obrigatório o diploma de Jornalismo para o exercício da profissão no serviço público estadual. Tal resultado surpreendeu o próprio autor do projeto, o deputado Sandro Boka (PMDB). “Confesso que fiquei surpreso com a unanimidade, mas esperava uma certa aprovação porque quando o STF derrubou o diploma, muitos deputados repudiaram a decisão”, explica. A FENAJ prossegue com a orientação de que se busque, nos estados, contato com os líderes de bancadas para acelerar a composição da Comissão Especial da Câmara dos Deputados que analisará a Proposta de Emenda Constitucional 386/09.Agora, o PL deverá ir para sanção da governadora Yeda Crusius (PSBD). “O Legislativo do Rio Grande do Sul deu um exemplo que deve ser seguido por todo o País. Foi uma resposta ao STF.


Agora só precisamos fiscalizar para que essa lei seja cumprida”, diz o presidente do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Rio Grande do Sul, José Maria Rodrigues Nunes, que pretende solicitar uma audiência com a governadora e pedir a aprovação do projeto.
Foto: Arfio Mazzei

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Troque uma ideia comigo sobre essa profissão perigo...