terça-feira, 23 de março de 2010

PAIS & FILHOS

Filhos gêmeos,

preparação em dobro




A designer Ana Paula e o comerciante Ilson

se preparam para a vinda dos primeiros filhos,

os gêmeos Sophia e Vicenzo,

enfrentando todas as dúvidas de pais de primeira viagem

ELAINE BARCELLOS
Jornal CORREIO DE VIDEIRA


Ana Paula Andrade Lima Matzenbacher Rigo e Ilson Rigo vivem o sonho de ter filhos e em três meses ele será realizado. A designer está grávida de seis meses, de gêmeos: o Vicenzo e a Sophia. Depois de quase dez anos de casamento, os dois sentiram-se preparados para a maternidade e a paternidade e hoje eles curtem a gravidez dos filhos. Mas, como toda mãe de primeira viagem, Ana tem dúvidas, mas também tem muita alegria.

O casal descobriu a gravidez em setembro do ano passado. Dois meses depois, veio a notícia de que eram dois, ao invés de apenas um filho. No quarto mês de gravidez, eles souberam o sexo dos bebês bivitelinos, que já ganharam rapidamente ganharam nomes, além de mimos de pai e mãe. “A espera de um filho já é uma benção, dois então é ter a graça em dobro”, comenta Ana feliz pela maternidade tão esperada.

Mas o bicho papão das mães com a primeira gestação são as dúvidas. A maior preocupação de Ana, que já tem todos os cuidados com os bebês e sua saúde, é se será uma boa mãe. “Eu estava me preparando para atender a um, agora que são dois, a preocupação é em dobro. A única certeza que tenho é a descoberta do amor verdade, disso eu não tenho dúvidas”. Como referência, ela tem sua mãe. É em Deucélia e no relacionamento entre as duas, que se baseia para a sua próxima experiência de vida. “Se eu for com meus filhos 10% de como minha mãe foi comigo, eu já me dou por satisfeita”.

Psicólogos comentam que a preocupação e a ansiedade materna das mães com a primeira gestação é normal. Porém, eles alertam as gestantes para buscar evitar fomentar essas sensações, com práticas relaxantes, cursos de formação e a até, se necessário, acompanhamento psicológico. Os terapeutas também sugerem o envolvimento dos pais durante a gestação da mulher, o apoio e auxílio emocional para minimizar as dúvidas.

Nesse ponto, Ana Paula está bem amparada. Ela comenta que o marido, o comerciante Ilson, está sempre ao seu lado, ajudando e vivenciando esse momento, que deve terminar em maio, dando início a uma nova fase.


Dúvidas cercam as mães de primeira viagem



É normal as mães terem dúvidas durante a gravidez. Segundo a psicóloga Katiani Morais, elas ainda podem ser mais ou menos por causa da formação familiar. “A estrutura familiar contribui muito quando o casal tem o primeiro filho. Se ela é bem estruturada, se o companheiro manifesta apoio, reduz muito as expectativas em torno geradas ao longo da primeira gestação”, comenta.

De acordo com a analista, o desconhecido gera muitas preocupações, ansiedade, temores. A primeira gravidez traz, principalmente para a mulher com que o nenê há um vínculo maior, uma responsabilidade maior. Além de mudar as rotinas, tanto profissional, quanto pessoal. “Por mais que a mãe tenha nove meses para se preparar, as dúvidas ainda surgem. A primeira ligação do nenê é com a mãe e quando nasce, essa relação se estende para uma ligação de dependência. A criança passa ser uma extensão da mulher”, explica a psicóloga.

Ela ressalta que é importante que a mãe relaxe durante a gestação, procure não ficar ansiosa, não se preocupar. Katiani diz que a mulher tem que curtir a gravidez em todas as suas vezes. Vivenciar esses momentos. A psicóloga ainda dá dicas: “busque informação para dissipar as dúvidas e os fantasmas. Se forem em relação a saúde do bebê e dela mesma, informo-se junte ao médico. E quando o filho nascer, preste atenção nele e não somente nas coisas em volta dele”, finaliza.


FOTOS STUDIO C

Um comentário:

  1. nossa elaine! me emocionei ao reler esta matéria super especial para nós! foi bem por acaso mesmo que acessei seu blog, que coisa!!! Obrigada por ter registrado este momento tao importante. Você é muito especial!!! super incrível essa nossa amiga jornalista! beijosss

    ResponderExcluir

Troque uma ideia comigo sobre essa profissão perigo...