sábado, 26 de junho de 2010

O que é do amanhã, ao amanhà pertence [Fim]

Esperando o amigo Iaran terminar de gravar
para entrevistar o prefeito diplomado de Videira


Ontem foi o fim do contrato de trabalho com o Jornal Correio de Videira. Foram tempos interessantes. De relax e de muito estresse. Ao longo desses 32 meses teve momentos em que trabalhei muito e outros nem tanto assim. Essa semana foi light na minha avaliação, mas ontem não...

Para quem tem que produzir, mostrar serviço, a Copa do Mundo só atrapalha. Quem quer dar entrevista durante os jogos? Do Brasil então, nem se fale. É como se fosse feriado nacional. No país onde tudo é carnaval ou futebol, não é de se admirar isso mesmo. Mas convenhamos: êta atraso de vida!

Mesmo assim, no final deu tudo certo. Conclui minha duas pautas, mais minha coluna [que o ex chefe não quis publicar]. Ainda deu tempo de descer até o centro para comprar acessórios para uma festa a fantasia a noitinha e pegar parte da mesma com um amigo. Fechei o dia e o contrato de trabalho. Agora é partir para o acerto de contas.

Não sei o que será do amanhã. Mas, o que é de hoje estou fazendo hoje. O que é do amanhã, ao amanhã pertence, como disse a semana inteira. Não quero deixar nenhuma boa oportunidade passar, mas também não ficaria com fixação. Sei bem que preciso de um novo emprego. Logo. Mas sem neuroses. Por enquanto, o momento é de especulação. Oba!

Um comentário:

  1. Oi, Elaine! Que bom que o post serviu para te dar um norte. Fico feliz.

    Quanto à pós, termino agora em agosto. Já estou preparando material para escrever o artigo.

    Espero que você consiga voltar para o curso. Faço votos que esteja tudo bem agora.

    Beijo pra você também,
    Douglas

    ResponderExcluir

Troque uma ideia comigo sobre essa profissão perigo...