quarta-feira, 29 de junho de 2011

PEC do Diploma - JÁ!

Estou dois meses atrasada. É como se eu tivesse morrido e o Jornalismo Vida e Morte virasse um blog fantasma. Mas volto a postar aqui, brevemente, para comentar a passagem de uma data que marca o desrespeito ao profissional diplomado. Àquele que dedicou tempo e circunstância a sua formação técnica e teórica. A cada jornalista que, sob chuva e sol, lutou para ter sua profissão reconhecida, respeitada e digna.

Mesmo atrasada, também, quase duas semanas, registro aqui o ato promovido pelo Sindicato dos Jornalistas do Rio Grande do Sul na data de 17 de junho. Neste mesmo dia, só há dois anos, ministros do STF decidiram que não era mais necessário exigir o diploma para exercer a profissão. E desde então se formou um movimento nacional em prol da PEC do Diploma.

Muitos cidadãos acreditam que não seja importante a formação acadêmica. Inclusive alguns colegas graduados. Porém, já li tantas bestialidades, outras tantas visuais e também por rádio e na internet... Despreparo técnico [e cultural], que, um profissional diplomado pouco cometeria, embora este também não esteja ao todo imune a erros. Mas creio que a probabilidade de falha no processo de comunicação de um fato, um acontecimento, pode ser muito maior.

Sim. A qualidade da informação está comprometida. Ainda mais. E num momento de ressentimento vos digo: Só, por favor, quando for reclamar do trabalho da categoria - também quando não mais poderá ser feita distinções -, não procure o órgão de classe ou a empresa de comunicação. Vá chorar as pitangas com o ministro Gilmar Mendes e seus colegas lá no Supremo Tribunal de Justiça. Afinal, num país de semi-analfabetos, quanto menor o nível educacional, melhor todo o resto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Troque uma ideia comigo sobre essa profissão perigo...